music

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016



DOIS
(romance e sinceridade)

Hoje já não me importa
Mais nada! Apenas ti amar.
Qual ternura dar-ti-ei? Ó minha rosa!
  Se à tenho, por minha amada?
"Perdoas-me por tal loucura...

Por ceder por ti amor,
e por buscar em teu desdenho
quem mereça o teu calor."

Que sejas eu, em ti
Quando quem amas
em teu lábio encerra.
Que estejas a pensar e mim
 quando em silencio teus olhos chama.
Que ouça os ouvidos meus
 "Ser este amor que tanto espera."

   Minha amiga hoje,
 só tu me importas!
Fiz de ti a minha noite
e à alva que está lá fora.

Se podes, me concedas
de ti, o amor que guarda e tens!
E amada minha sejas
como nunca dantes fostes
 por outro alguém.
 

DOIS
(romance e sinceridade)

Hoje mais nada quero
Apenas tu, e teu amor.
Não pude conte-lo em mim singelo
como ocultarias do sol o brilho?
...Nem de ti o meu amor
eu conseguiria.

Não estavas, em outro caminho
apenas do mundo me afastava.
"À nenhum outro, o meu carinho!
Em segredo (o desejo e amo)
 e por teu amor apenas, eu esperava."

E foi teu nome que eu calei.
Pra não me ouvirdes a te amar.
E, quando ao longe se despedia
Em meus sonhos o transformei
desejei vê-lo sempre ao acordar...
A cada vez que amanhecia

Amigo
O que mais importa? N'essa vida?
Que valha mas que amar?
E se o tenho aqui comigo
nada há de nos faltar.

Fim.


(Lourisvaldo Lopes da Silva)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados