music

quinta-feira, 11 de maio de 2017

(Homenagem) Contos e poemas "Anjo Mãe"


Na imagem um dos hospitais da rede Sarah em Brasília DF,
"um dos maiores e mais respeitado
centros de referência médica em Pediatria do Desenvolvimento."

Todo os anos eu procuro homenagear a mulher (Mãe)
nas véspera e no seu dia, através de contos e poemas.
"Em termos de escrita/ou leitura eu entendo
que somente através da poesia conseguimos,
compreender um pouco mais de perto,
a grandeza deste amor tão puro e verdadeiro."
 
Este ano, véspera do dia das Mães,
eu me recordei de algumas Mães muito especiais
que tive a grande sorte e o prazer de conhecer,
e conviver no decorrer de minha vida.

Para a nossa sorte "Anjos Mães"
estão por todas as partes e em todas as famílias,

"Mas esse ano é sobre as que estão ali (Nos hospitais)
algumas praticamente moram por anos dentro deles, em busca de uma melhor
qualidade de vida para os seus filhos.
Uma jornada nobre que revela uma essência digna de anjos;
renuncia, lealdade, dedicação e amor se (eles) Os anjos habitam entre nós,
podemos chama-los sem medo de Mãe.

Se não existir poesia ali, em nenhum outro lugar existe.

A série "ANJO MÃE" terá um conto, um romance e um poema
em homenagem as mulheres guerreiras, que em muitos casos,
foram abandonadas por seus companheiros, mas não se deram
ao luxo de brigarem por um romance e nem desistiram de viver ,
por estarem extremamente apaixonadas pelos seus filhos.

Mas ainda existe, lá dentro de seus corações uma alma que sonha,
uma flor viva, que sozinha desafia e vence os desertos da vida,

ANJO MÃE, hoje eu lhe trouxe um buquê de versos raros
para dizer-lhe o quanto você é linda e especial através da poesia.

E, é sobre essas deusas que habitam na terra e vivem no meio de nós,
que a série de poemas e contos, ANJO MÃE,
se inicia, em sincera homenagem e gratidão ao dia das Mães.


Logo começarei as postagens, já de antemão agradeço a todos
os meus amigos/a das redes sociais e seguidores do blogger,
que vão ler, refletir e se inspirarem juntos comigo,
sobre o inconfundível e incondicional amor de Mãe.

Conheça abaixo toda a série,
Um Conto - Um Romance - Um Poema
Dedicado a Mulher (Mãe) neste dia.



Inicio
 --------------------------------------------------------------------------------------------------------
ANJO 🍃🌾💚🌿🍃MÃE I
 (Conto)
―"Estamos livres meu filho!"―

― Cadê o Diguinho? ― "Cadê o Diguinho?...
Bastava dizer isso por duas vezes e o bebê se desmanchava em sorrisos.

Diguinho foi um apelido carinhoso que o recém nascido Rodrigo
receberá de todos os amigos e familiares de seus pais
logo em seus primeiros dias de vida.

Diguinho atraía familiaridade sobre ele, dois olhinhos negros
que brilhavam muito e sempre seguido de um sorriso farto abundante e fraterno.
Sem deixar de observar a timidez carinhosa, que expressava
...(Sabe que eu gosto muito de você?)
mesmo sem dizer uma só palavra, recebia mimos de gratidão
por seu amor tão singelo e puro de um pequeno anjo.
 
Por volta de seus onze meses de vida, sua Mãe
ouviu e com muita atenção, pela primeira vez esse conselho;

― Ele está demorando muito a andar e a falar, Magali!
― (Marque uma consulta com o pediatra, para que este possa
avalia-lo pra você.) 

 Mãe às vezes se encanta demais, e nem percebe que o tempo
está passando.

 --------------------------------------------------------------------------------------------------------
ANJO 🍃🌾💚🌿🍃MÃE I
 (Conto)
―"Estamos livres meu filho!"―

 ― Bom..!. ― Dona Magali, vou pedir alguns exames
para ver se está tudo bem com o seu bebe.
― Aparentemente ele me parece bem saudável, ainda é muito cedo
para suspeitarmos de qualquer problema de saúde com ele.

É normal que muitas crianças retardem,
 mais um pouco em seu desenvolvimento,
o que não pode e não deve ser normal, são os pais
se acomodarem e deixarem para agir em ultima hora.

Magali, e seu esposo (Preocupado) ,  respiravam mais tranquilamente  agora,
mesmo tendo demorado tanto a notar o lento desenvolvimento de seu bebê.
Passaram se alguns dias e todas as recomendações
médicas, foram seguidas à risca. Todos os exames feitos,
chegado o dia do tão esperado diagnóstico;

― Tenho uma ótima noticia para vocês! ― nestes primeiros exames
não foram encontradas nenhuma anormalidade com relação a saúde de vosso bebê.  

"Magali e seu esposo (Aliviado) estavam seguros
e mais tranquilos agora.
Mas o tempo passa muito rápido e
a verdade demora mas vai chegar," um dia...

― Você tá ficando louco!!! Esbraveja (Magali)

Ela havia chegado de supetão em casa,
bem na hora que seu esposo estava sacudindo com muita força o bebezinho.

― Não é o que parece querida! ― Só estava brincando com o nosso filho!

"Entre as pessoas que amam de verdade, não existem
brincadeiras de mau gosto. O nome desse tipo de brincadeira
só pode ser um, E é, Maldade."

― Eu não sou cega! ― E porque ele está chorando tanto?

(Desconfiado) O seu companheiro se cala, e se retira
para fora da casa.

Já se aproximava o segundo ano de vida de Diguinho,
e nada havia evoluído em sua coordenação motora,
e palavras alguma conseguia formar.
Preocupada, e aconselhada por vários amigos, ela decide
buscar ajuda, e pesquisar mais a fundo, o porquê de  tamanha demora
no desenvolvimento de seu filho. Buscou e conseguiu, um acompanhamento e
avaliação mais segura por melhores especialista.

Até quê um dia, ela ouviu esse nome; 
Síndrome do bebê sacudido
 --------------------------------------------------------------------------------------------------------
ANJO 🍃🌾💚🌿🍃MÃE I
 (Conto)
―"Estamos livres meu filho!"―

 Neste momento, todas as lembranças reviveram dentro dela,
do chorinho lindo e incessante de Diguinho ainda bebê.
(Som que ela amava ouvir) Mas também se lembrará da impaciência
de seu companheiro, e agora estava arrependida ao se lembrar que brincava
e achava graça de tudo isso.

― "Não senhor quem mandou casar (rsrsrs) e ter filhos,
agora pode me ajudar a cuidar do nosso filho!"

Magali, vivia um sonho era Mãe e isso realiza
a mulher que tem esperança de constituir um lar e uma família.
Mas (Impaciente) o seu companheiro não era homem
e nem tampouco será um dia um príncipe.
Ela começou a flagra-lo ente uma vez e outra muito bravo
e gritando para o bebe se calar, e que ele não suportava mais ouvir
seus choros incessantes. 

 ― Meu Deus como pude ser tão cega!

Magali chorava muito agarrada ao seu bebe
no corredor daquele hospital. E tinha pressa de chegar em
casa para colocar em pratos limpos, todas as suas duvidas.

 ― Me fala a verdade pelo amor de Deus,
― quando maltratou o nosso filho pela primeira vez?!!

Como todo vilão ele se demonstra,
extremamente frio, aparentando temer alguma punição sobre ele
(Covarde) Não é homem para assumir seus atos.

― Estou vendo que é você que está ficando louca,
fazendo acusações infundadas ― Dá onde tiraria essas conclusões?
― Me trata como um monstro jamais machucaria o nosso filho!

 --------------------------------------------------------------------------------------------------------
ANJO 🍃🌾💚🌿🍃MÃE I
 (Conto)
―"Estamos livres meu filho!"―

"Provas, malditos somos nós que não agimos na hora certa,
por tal motivo a injustiça alcança uma certa longânimidade
para nos atormentar por muitos e muitos anos."

Depois de algumas semanas, a avaliação de outro especialista,
no consultório, Magali e seu bebe de dois anos (qual) ela
jurou nunca mais o deixar sozinho, com mais ninguém,
abraçada a ele em seu colo ouvia;
 
― Dona Magali, mesmo com tantos exames já feitos não conseguimos
localizar ou diagnosticar com precisão a doença de teu filho!
― Precisaremos de outros exames, e de um acompanhamento frequente
por um longo tempo, sinto informa-la mas o seu filho,
não desenvolveu coordenação motora ― em contrapartida ele têm um cérebro
ativo, observa e discerne bem o mundo a sua volta, e reage bem a lembranças.
― O que deixa bem claro a saúde mental de seu filho,
com relação aos sentidos. ― Tenho a dize-la que não desanime,
ele é um presente de Deus em sua vida, e não estará sozinha
nessa....

Magali atalhou através de seu pranto, as palavras do médico,
que se calou por alguns instantes ao que pensava ser a dor de uma Mãe,
diante do quadro clínico de seu filho. Mas logo ela se recompõe e diz-lhe;

― Jamais desistirei do meu filho doutor,
sou grata pela sinceridade das suas palavras. ― e estou pronta para
essa batalha, se for preciso darei minha vida, para vê-lo sorrindo todos os dias.  

 --------------------------------------------------------------------------------------------------------
ANJO 🍃🌾💚🌿🍃MÃE I
 (Conto)
―"Estamos livres meu filho!"―
   
 Neste mesmo dia, a imitação barata de (Homem)
que se dizia ser um bom pai, e tentava se passar por um bom marido,
fugirá de casa, temendo que um futuro laudo médico
constatasse maus tratos ao bebe, mesmo que nunca tenha
deixado hematomas na criança, ele a maltratou por dentro,
deixando sequelas para toda a sua vida.

Assim também estava fazendo a sua esposa Magali, feria-a por dentro e ele sabia
da raiva e desconfiança que ela tinha dele.
E que não hesitaria nem por um segundo a bota-lo na cadeia.

Ele aproveitou a ausência dela e fugiu sem deixar vestígios
deixando claro que jamais teve afeto algum/ou respeito
pela vida de um inocente que lhe fora confiada por Deus.

Ao vê-la descendo do táxi uma vizinha veio ao seu encontro,
e foi logo dizendo o que havia acontecido;

― Magali o seu marido foi embora logo assim que vc saiu
para ir ao hospital ― passado alguns minutos vi quando ele
atravessava a rua com uma grande mala e aparentando muita pressa
e preocupação. ― Olha amiga não fique triste, ele é mesmo um covarde,
já havia dito por ai, que iria deixa-la ― por não suportar mais
o que estava acontecendo entre vcs!

 --------------------------------------------------------------------------------------------------------
ANJO 🍃🌾💚🌿🍃MÃE I
 (Conto)
―"Estamos livres meu filho!"―

Todo boato prepara um caminho,
e todos os fracos procuram justificar-se.
Magali a surpreende com a resposta que deu a ela;

― Graças a Deus, não poderia existir uma notícia melhor que essa!

A vizinha meio que sem entender, o que estava acontecendo,
a perguntou dizendo-lhe;

― Estou surpresa minha amiga! ― pensava que ficaria triste e abalada,
..sabe? ― Por causa do Diguinho crescer sem pai estou pasmada!

Magali agora tem um novo propósito de vida, não poderia ter exceções
para romances, no momento estava completamente apaixonada
pelo seu filho.  E antes que entre na casa a vizinha, faz uma ultima
pergunta a ela; ― Magali é o resultado dos exames?
― Qual é o problema de saúde com o seu bebê?

Magali suspira e enche o peito para deixar bem claro;

―Ah sim! ― Os resultados dos exames,
serviram para me unir ainda mais ao meu filho vizinha.
― Mas não era apenas ele que tinha problemas, mas sim nós dois,
mas hoje graças a Deus o nosso problema foi embora, e queira Deus
que nunca mais ouse se aproximar de nós.

Dizia ela, isso, acerca do seu ex marido
se sentindo aliviada por estarem livres dele.

Fim.

 --------------------------------------------------------------------------------------------------------
ANJO 🍃🌾💚🌿🍃MÃE II
 ROMANCE LIVRE  (O segundo Pai de meu filho)
―Tempos injustos foram Aqueles―

― A palavra "Pai" devia ser o nome de um sentimento! ― (AMOR)
― Isso mesmo minha amiga, também penso assim.

(Mas nem todos pensam o mesmo, até mesmo nos dias de hoje) 

― E houve tempos minha amiga que valorizavam 
a imagem de um homem, bem mais quê qualquer outro sentimento. 

Duas amigas, distintas em idade mas iguais em compreensão,
refletiam sobre atitudes irresponsáveis de homens casados que nem sequer
demonstravam afeto e respeito por suas famílias.
A mais velha Dona Laurinda, recordava para a sua amiga, 
que em tempos passados, a mulher foi subjugada a se contentar
em existir em segundo plano e a se submeter às vontades de seus maridos
(por zelo e moral de sua família) 
Da conservação de um casamento mesmo por aparência, 
uma mulher não tinha o direito de se separar de seu esposo,
e se via obrigada a conviver ao lado dele mesmo sofrendo traições, 
e, em alguns casos "até mesmo violência domestica" 
a cultura da submissão passiva era passada de mães para filhas...
      
Mas nos dias de hoje,
"Entre os livres" a história se curva,
e  se vê obrigada a mudar, seu curso...


 --------------------------------------------------------------------------------------------------------
ANJO 🍃🌾💚🌿🍃MÃE II
 ROMANCE LIVRE  (O segundo Pai de meu filho)
―Palavras decisivas―


― Se eu ti largar, você nunca mais arruma outro!

(Este homem que disse essa, e várias outras frases que ferem
 para a mãe de seus filhos, não pode ter nome nem neste e em nenhum outro romance
e imaginar que ele tentava reatar o seu relacionamento com sua esposa
dizendo tais coisas)

"As palavras que saem de nossas bocas, tem o poder de dar a vida à um coração
como também de mata-lo, Como também de nos unir para sempre,
ou para sempre nos separar ;
Neste caso ― Sem nome perderá para sempre a mulher de sua vida ― "

Alguns anos se passaram, e ela, até esse dia se sentia melhor sozinha... 

― Bela Senhorita!? ― Por gentileza pode me dar uma informação?

― ('quem eu?" Bela Senhorita?')
...Magali pensou desconcertada,e timidamente
se estranhou, descobriu-se novamente envaidecida, 
( quanto tempo se passou, ela se esquecera de si mesma)
estava encantada com a educação singela vinda daquele moço tão gentil.

Logo ela que pensava estar convicta que seus trinta e oito anos de idade,―
a decepção do seu primeiro casamento ― e o tempo integral dedicado
ao seu filho especial ― já eram-lhe motivos e razões o suficiente, 
para se fechar a novos romances.  

"Nenhuma historia em curso pode ser resumida em fim...

― Sei sim! ― tem uma que desocupou ontem. ― Você está com sorte 
é de uma amiga minha,  que se mudou para outro estado, e sou eu quem a alugo.

Miguel era técnico de edificações,
e um conceituado mestre de obras, (Na administração de obras de grande porte)
e a construtora para a qual trabalhava havia fechado um grande contrato
com uma rede de restaurantes e hotéis 
que iniciaria novos empreendimentos naquela cidade.
 --------------------------------------------------------------------------------------------------------
ANJO 🍃🌾💚🌿🍃MÃE II
 ROMANCE LIVRE  (O segundo Pai de meu filho)
―UM AMOR ESPECIAL:"MIGUEL"―

Miguel tinha trinta e cinco anos, um moço muito reservado
de personalidade forte, tinha hábitos que o diferenciava dos demais ex;
preferia sempre organizar uma casa ao seu jeito e morar sozinho, 
dispensando assim, as pensões e alojamentos cedidos pela empresa que trabalhava.

"Um jovem solteiro de meia idade, mas com a alma de um homem maduro e casado,
e era com sua solidão que dividia o sonho de viver um grande amor,
e quando Miguel  era criticado;

 ― E ai Miguel quando vai nos apresentar seu grande amor! (risos)

seus amigos o aconselhavam a desistir dessa ilusão, fruto de sua mente
e aproveitar melhor a vida, curtir com várias garotas e aproveitar melhor o tempo.
E ele sempre muito bem humorado os respondia;

― Os únicos que estão perdendo tempo na vida são vocês!
― Duvido que exista algum de vocês que sejam tão feliz quanto eu!

Saber o que queremos, já nos antecipa de antemão a alegria
do que viveremos."

― A casa me serve, seremos vizinhos!

 Disse a ela quando a procurou depois de ver a casa,
 para fecharem o contrato de aluguel.
(dessa vez ela não estava sozinha.) Detalhes valorizam quem os observa;

― Que rapaz mais elegante e simpático, é teu filho?

Rodrigo, estava com quatorze anos e estava sendo levado
por sua mãe para passearem no parque, pela primeira vez Magali,
havia encontrado alguém que realmente olhava nos olhos,
e sabia como chegar ao coração de outra pessoa.

"Por muitas vezes se sentiu desvalorizada, percebia que por ter um filho portador
de necessidades especiais, todos os pretendentes que tentaram corteja-la
deixavam transparecer o interesse de terem com ela um relacionamento
passageiro. Apenas para atenderem seus impulsos sexuais, 
e a esse tipo de relacionamento ela sempre esteve decidida a não se entregar."

E algumas vezes chegou até mesmo a concordar
dentro de si mesma, com as palavras ditas pelo seu ex,
"Ela nunca iria encontrar alguém que quisesse algo sério com ela!"
Fora esse um dos motivos por quais ela mesma,
decidiu se fechar para um novo relacionamento.

Mas Miguel, mexia com ela, desde o primeiro encontro

― ele têm algo diferente (ela suspirou por ele) mas logo repreendeu a
si mesma ― (Deixa de ser boba mulher ele é apenas educado)

Rodrigo gostou muito dele, até mesmo sorriu como quando era bebê,
e ainda aceitou o carinho de Miguel com tranquilidade, 
E havia muitos anos que ele, sentia medo de pessoas estranhas,
dentro do menino Rodrigo o instinto falava mais alto
e a única forma de se defender era franzindo a fronte com seriedade
deixando claro que não queria aproximação com quem o incomodasse por dentro.

― Nossa você deve ser uma pessoa muito boa,
― meu filho saberia se fosse mau!

Dizendo-lhe isso, Magali despertou a curiosidade de Miguel,
queria saber mais sobre a vida de sua nova amiga, e de seu filho.

 --------------------------------------------------------------------------------------------------------
ANJO 🍃🌾💚🌿🍃MÃE II
 ROMANCE LIVRE  (O segundo Pai de meu filho)
―Com qual amor te amarei?―

A amizade verdadeira é uma dádiva concedida por Deus,
e a forma de amor que vamos oferecer a cada um depende de nós.
Primeiramente o amor é um sentimento, e, depois ele se torna uma decisão.

― Espere Magali, me deixe passear com vocês hoje pelo parque!

Miguel já pediu a ela sua companhia com as mãos assumindo 
a cadeira de rodas de Rodrigo, 

― Faço questão de leva-lo! ― Se não se importar?

 Como recusar um gesto de carinho tão sincero (Pensou Magali)
 ― Pode sim, obrigado ele gosta muito de você, olhe já está até sorrindo.

―De hoje em diante está decidido ele será o meu melhor amigo.

O tempo aproxima as pessoas, 
mas somos nós que decidimos quem vai ficar...
Dentro de seis meses eles se tornaram amigos tão próximos,
que já se notava a ansiedade de seus reencontros, no final do dia.
 --------------------------------------------------------------------------------------------------------
ANJO 🍃🌾💚🌿🍃MÃE II
 ROMANCE LIVRE (O segundo Pai de meu filho)
―Primeiro me responda!―
Quem tira proveito de momentos de fraquezas,
vive coberto de incertezas. E um momento de loucura se torna propício
para quem não pensa no futuro.

Em um dia chuvoso, o telefone toca na casa de  Miguel,
do outro lado da linha Magali;

― Desculpe ter te ligado (moramos tão perto) 
mas a chuva está muito forte
e estou precisando muito de um favor teu! 
― Mas não se sinta na obrigação de me atender.

Os laços verdadeiros são fortes, 
e não recusam as oportunidades de se tornarem ainda mais fortes.

― Não há incomodo algum, estou muito feliz de ter me ligado, 
ficaria chateado se visse outra pessoa cobrando-lhe 
por algo que faço, e que farei de muito bom grado pra você! 
― Já estou indo, me dê apenas alguns minutos e já chegarei ai!

Houve uma pane na fiação elétrica na casa de Magali,
(que estava praticamente no escuro)
Mas isso foi rapidamente resolvido por Miguel.

― Muito obrigado Miguel! ― sinto tê-lo feito sair na chuva a essa hora.
― Não foi nada Magali, sempre que precisar pode contar comigo.

Os ventos ficaram mais fortes, impossibilitando que Miguel retornasse a sua 
casa naquele momento. Logo após colocar Rodrigo para dormir, ela veio até 
a sala fazer companhia para ele, e conversaram muito por longas horas,
que nem se deram conta que a chuva havia passado.

E agora estava fazendo frio, e isso foi os aproximando um do outro
até que se encostaram completamente. Nesse momento ambos
enfim decidiram qual amor sentiriam um pelo outro, e se beijaram.
Magali estava diante da certeza de estar apaixonada, 
e se colocou de pé em frente a ele, despindo-se de seu vestido 
e o convidando a possuí-la.

― Magali você é tão linda! ― tinha medo de faze-la sofrer, e pensei comigo
em ser apenas teu amigo até que se chegasse esse dia!

Ela se sentiu mais a vontade,
sabendo que ele a desejava como mulher.

― Mas eu não posso! ― não assim!

Neste momento ele teve vergonha do que tinha feito, 
e apressadamente começou a se desculpar, estava sem graça,
e procurava descontroladamente tornar a vestir suas roupas
até que ele a beijou, pediu que tivesse calma e disse-lhe;

― Não me peça desculpas, eu te desejo muito por favor me ouça,
quero provar pra você e pra mim mesmo que estou diante, 
―do amor que sonhei durante a minha vida inteira.
― E antes de nos precipitar, preciso que me responda;
― Eu quero me casar com você e ser o pai de seu filho, aceita?


 --------------------------------------------------------------------------------------------------------
ANJO 🍃🌾💚🌿🍃MÃE II
 ROMANCE LIVRE (O segundo Pai de meu filho)
―Legítimo e verdadeiro; Amor ―


Ela sorriu, estava diante do grande amor de sua vida
e esse se mostrava equilibrado, respeitador, consciente, e muito seguro do que queria
 e era por um amor assim que ela tinha prometido a se entregar.
Naquela noite eles começaram o namoro, sim namoro mesmo
oficialmente, passo a passo e muito verdadeiro.
O prazer dessa primeira noite foi resumido a carinhos e promessas de amor.
Alguns dias depois vieram outras noites mais quentes,
antecedidas por buquês de rosas acompanhados por convites 
de passeio a três, Miguel, Magali e o pequeno Rodrigo. 

Magali e Miguel se sentiam os parceiros perfeitos, 
na forma de amar e de se entregar e de dividirem suas vidas um com o outro. 
Ficaram noivos, e logo se casaram como manda a tradição, 
com exceção a igreja, mas isso não tinha importância,
o importante e que foram declarados Marido e Mulher,
Rodrigo foi o porta alianças entrou no salão do casamento vestido de um terno
de linho branco, estava reluzindo de felicidade
olhava para os convidados sem cessar e para Miguel o homem que a partir 
deste momento seria o seu pai.
 
Porquê o primeiro não quis ser,
mas não havia mais problema quanto a isso.
― Pai é aquele que cria, ama, e protege! 
Magali dizia assim quando as pessoas à procuravam 
acerca do pai biológico de Rodrigo.

 --------------------------------------------------------------------------------------------------------
ANJO 🍃🌾💚🌿🍃MÃE II
 ROMANCE LIVRE  (O segundo Pai de meu filho)
―Meu grande Amor―
 
A imagem que vinha a sua cabeça,
era do amor e paciência de Miguel com seu filho Rodrigo.
De como conversavam, juntos e mesmo sem dizer uma só palavra
Miguel compreendia tudo o que Rodrigo imaginava,
e o enchia de brincadeiras, passeios e presentes.
Magali se enchia de saudades só de imagina-los assim,
e o defendia, se recusando a aceitar que o chamassem de padrasto de Rodrigo.

― Olha Magali se não é padrasto como você quer que a gente se refira a ele?
― Mesmo tendo sido mau, o seu primeiro marido é pai do menino!

Ela pensou calmamente e respondeu a suas amigas;

―  O segundo também é pai, 
e querem saber ele é muito mais verdadeiro que o outro.

fim. 

 --------------------------------------------------------------------------------------------------------
EM HOMENAGEM AO DIA DAS MÃES 
III (Poema) 

ANJO 🍃🌾💚🌿🍃MÃE

Mãe está presente em todos os lugares,
Tem os pés no chão, e os sonhos no mundo da lua
Mãe envelhece, mas seus filhos não!
Seremos pra elas, eternas crianças

Mãe está até mesmo nas placas de PARE
em cada esquina de uma rua...

🍃🌾💚🌿🍃
 
Mãe é voz que nunca se cansa
e que nunca se cala, e se algo der errado
nos lembraremos sempre, elas nos avisaram.

Mães nos cercam por todos os lados,
e se fazem iguais aos Anjos
e querem nos proteger a todo custo.
E iguais aos Anjos "elas nunca se cansam"

🍃🌾💚🌿🍃

Mães amam sonhar com o passado,
adoram viver o presente
e estão cheias de esperança para o futuro...

Mães
mesmo quando elas não estão mais por aqui
a gente às sente...

ANJOS MÃES
ELES NUNCA MORREM
Foram feitas da essência mais pura
que existe no Amor.

MÃE eu ti Amo
Todos os dias do ano, é seu dia

Hoje eu mudei o nome do meu anjo de guarda

E dei a ele o seu Nome
"Yraci Lopes da Silva"
 De teu filho poeta
 essa simples homenagem.

Mães sempre serão as mais belas Poesias.

A todas as Mães do mundo
Parabéns pelo seu dia
Deus vos reservou um lugar de
muita honra no céu.

Obrigado a todos por lerem a série
"ANJO🍃🌾💚🌿🍃 MÃE"

Autor; L.L.S
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados